segunda-feira, 30 de julho de 2012

terça-feira, 24 de julho de 2012

Elogio da Indagação

ELOGIO DA INDAGAÇÃO

Tudo é desencontro ou ilusão.
Se do indício claro desconfias
E se recuas à voz que não ouviste
É certo que fundas sabedorias
Já de tonta surdez te acusarão
E acabarás por ver o que não viste.
Tarde demais, porém. Desilusão.

Se ao contrário, te adentras na floresta
E ao chamado da Terra toda vais
Na clareira do tempo a grande festa
Está calada, oscura, e nada mais.

Daí que o limbo seja teu signo a fogo
Impresso em tua fronte como lua
Não podes crer nas ilusões do jogo:
Escolha ou não escolha não é tua.

Votada estás ao só suplício atroz
Invejas mil e sem razão suscitas
Não creriam s’essas penas aflitas
Confiasses a outrem, ‘nda a sós.

Não sei se rasgarás este teu fado
Não sei se sortilégio se desfaz
Não sei se algum dia um anjo alado
Virá resgatar-te as horas más.

Sei só que entr’essa gente ignara
Que contigo se cruza pelas ruas
Resplandece clarão em tua cara.
Infeliz, sim, mas querida pelas Musas.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

video
Sistema Político na Constituição de 1976... Algumas breves reflexões

sábado, 14 de abril de 2012

Apresentação do livro Constituição & Política


A apresentação, com a casa cheia, e muita gente de pé (e com um público distintíssimo, em que se notavam algumas importantes figuras públicas do Porto e do País), decorreu de forma muito interessante. O Prof. Doutor Gomes Canotilho proferiu uma profunda e interessantíssima conferência a respeito, e gerou-se animadíssimo debate que só terminou pelo adiantado da hora.


sexta-feira, 9 de março de 2012

Entre 6 e 7 de Março: livros, palestras, viagens



No dia 6 de Março, depois de reuniões de orientação de mestrado e preparação de doutoramento no Mackenzie, de manhã cedo, e de uma conferência sobre Partidos e Direito eleitoral português, parti para Curitiba, onde fui recebido no Centro de Letras do Paraná e aí o seu presidente, Desembargador Dr. Luís Renato Pedroso, em sessão solene, me entregou o diploma de Sócio correspondente, ao que parece o primeiro não-Brasileiro a ter essa honra, nos 100 anos da Instituição.

Na ocasião, de improviso, fui brindado com este poema pelo Académico Dr. H. Ferreira Portella, que muito me sensibilizou e é uma prova de quão viva está a Amizade Lusíada e Lusófona:



LAÇO DE UNIÃO

Quando Cabral chegou à nossa terra
logrou tecer um laço de amizade
numa firmeza que jamais se encerra
e isto legou para a posteridade.

Essa engrenagem forte não emperra,
cujo processo aponta a eternidade,
pois da união sutil o véu descerra
e une dois povos na fraternidade.

Maravilhosas cores e brasões
A consagrar a graça de além mar,
o mar do amor, o mar dos corações

onde navega a nave singular,
seja nos belos versões de Camões
seja na língua de valor sem par.

Curitiba, 3.ª feira, 6 de março de 2012, 17h 20 mn.
Centro de Letras do Paraná

H. F. Portella

De regresso no dia seguinte a São Paulo, para novos trabalhos, estava já no aeroporto o motorista da Faculdade de Direito Mario Schenberg, para, depois de um trânsito infernal, me levar a dar uma palestra perante um grande público entusiástico, com um auditório cheio, às 20h, sobre Valores e Virtudes do Estado Constitucional Contemporâneo. Houve muitas e interessantes perguntas. Cheguei ao Hotel perto da meia-noite, e pedindo para não me levarem a jantar...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Avessos do Direito


Mais um livro, saído no Brasil, ontem!

Avessos do Direito, Ensaios de Crítica da Razão Jurídica, editado em Curitiba pela Juruá.

Assim disseram do livro e do autor:

“Este é o livro de Paulo Ferreira da Cunha, que me encantou profundamente. Paulo é uma espécie de Warat lusitano. Sensível como o mestre argentino; arguto, crítico implacável com a pasteurização do direito."
Lenio Luiz Streck

“Neste livro, a rutilante inteligência e a vasta cultura do Professor Paulo Ferreira da Cunha revelam-se de modo peculiar, porque se expressam verticalmente, ao aprofundar a análise crítica da razão jurídica; e horizontalmente, ao tecer-lhe os liames interdisciplinares com a sociedade, a academia e a vida."
Maria Francisca Carneiro

domingo, 15 de janeiro de 2012

Tricentenário de Rousseau


Cumpre-se este ano o Tricentenário de Rousseau. É inegavelmente um dos grandes vultos do Pensamento Contemporâneo.

Estou a pensar em organizar um grande colóquio internacional sobre um dos seus grandes temas: o Contrato Social.

Vamos a ver se haverá apoios que o permitam...

domingo, 8 de janeiro de 2012

Novo Livro - Direito natural e Metodologia Jurídica


Está prevista para dia 20 a saída, em Paris, do nosso novo livro, editado pela Buenos Books International: Droit naturel et méthodologie juridique, com Prefácio de Stamatios Tzitzis.

É o primeiro livro nosso a sair em 2012, e é um retorno a duas áreas de que já não tratávamos há algum tempo. Tem sobretudo as últimas reflexões sobre algumas questões em aberto e polémicas, como a unidade do Direito Natural, a influência política na sua análise, e a relação entre direito natural e metodologia.